Sabia que…?

As aptidões cognitivas como a inteligência, o conhecimento, a linguagem e a capacidade de resolução de problemas tendem a aumentar até aos 60 anos.
O envelhecimento biológico tem apenas uma ligação ténue com o número de anos de vida de uma pessoa. Algumas pessoas com 80 anos têm capacidades físicas e mentais semelhantes às de muitas pessoas com 20 anos.
Embora algumas variações na saúde das pessoas mais velhas reflitam a sua herança genética, a maioria é justificada pelo ambiente social e físico, e a influência deste nas suas oportunidades e comportamentos de saúde (dieta, atividade física, tabagismo, consumo de álcool).
Até 2060, o grupo etário com o crescimento mais rápido na UE será o de pessoas com mais de 80 anos.
Os países europeus em que a esperança média de vida à nascença é mais elevada são a Espanha (83.2 anos), a Itália (82.9 anos) e o Chipre (82.5 anos). Em Malta, as pessoas podem esperar passar a maior parte da sua vida com boa saúde (72.7 anos para as mulheres e 71.6 anos para os homens).
Em 2000, o número de pessoas com 60 ou mais anos de idade no mundo era de 605 milhões, e espera-se que aumente para 2 mil milhões até 2050. Este número é quase equivalente à soma das populações da China, dos EUA, da Rússia e do Japão.
close
Fonte
  • Milieu: WP1 State-of-the-Art-Review for Safer and Healthier Work at Any Age, 2015;
  • Eurobarometer: Active Ageing Report, 2012;
  • ESF Age: EAF Age Network Working Group I Report: Good Practice Examples on Sustainable Employability and Workability drawn from across Europe, 2012;
  • European Commision: Population ageing in Europe - -Facts, implications and policies, 2014;
  • J.O. Crawford et al.: The Health Safety and Health promotion Needs of Older Workers, 2010.