Sabia que…?

As/os trabalhadoras/es mais jovens têm maior probabilidade de sofrer um acidente, mas as/os trabalhadoras/es com mais idade sofrem de lesões mais graves e têm mais acidentes mortais.
Em 2014, os países da UE com a taxa mais elevada de emprego no grupo etário entre os 55 e os 64 anos eram a Suécia (74.0%), a Alemanha (65.5%) e a Estónia (64.0%).
Nos próximos 50 anos, espera-se que a população em idade ativa diminua quase 42 milhões na Europa (o que é equivalente a quase toda a população de Espanha).
Na Europa, os aspetos mais difíceis de enfrentar em contexto laboral por parte de trabalhadoras/es com mais de 55 anos são a falta de oportunidades de formação, os estereótipos negativos entre as/os colegas mais jovens e a impossibilidade de se reformarem gradualmente.
Aproximadamente, 1 em cada 5 trabalhadoras/es com mais de 50 anos não acredita que venha a ser capaz de desempenhar o mesmo trabalho quanto tiver 60 anos.
Mais de 60% das pessoas acima dos 50 anos sente-se em tão boa forma como sempre.
close
Fonte
  • Milieu: WP1 State-of-the-Art-Review for Safer and Healthier Work at Any Age, 2015;
  • Eurobarometer: Active Ageing Report, 2012;
  • ESF Age: EAF Age Network Working Group I Report: Good Practice Examples on Sustainable Employability and Workability drawn from across Europe, 2012;
  • European Commision: Population ageing in Europe - -Facts, implications and policies, 2014;
  • J.O. Crawford et al.: The Health Safety and Health promotion Needs of Older Workers, 2010.